Um fio de sol

A vida às vezes nos prega cada peça.
O que pensávamos ter decidido de repente muda.
Quem imaginaria que eu poderia encontrar as cores da vida
Nesses olhos de jabuticaba?
Um olhar marcado pela vida.
Por uma nada fácil existência.
Que já se encantou, e que já muito sofreu.
Mas que, ainda assim, conserva a esperança de dias melhores.
Mesmo que o corpo lhe diga não.
Mesmo que a mente lhe force acreditar no contrário.


Pois eu vi, fio de sol...
Pude pousar meus olhos no encanto do brilho do seu olhar.
E que marcante! Não consigo esquecer.
Também abri os meus ouvidos para lhe escutar.
O som da sua voz, tão suave, me acalma.
Sua história de vida me aproxima de você.
Me faz querer não ser fraca, parca, frágil salvação,
Mas a mão que deseja juntar-se à sua
Para trilhar um novo caminho.
Para traçar novos destinos.

Te encontrei no meu caminho.
Eu fui tomado por uma sensação tão boa...
Teu olhar me revelou que a vida ainda existe em mim
Que os dias tem cor, tem movimento, tem som...
Agora, imagine só, um poeta que do coração só apanhou
Imaginar que, em sua vida, as coisas podem ser boas também.
Que existem pessoas no mundo cujo simples existir
Já é motivo pra nos encher de felicidade.

Leonardo Távora