O segredo do poço

Estamos no ano 2.032 D.C. Os trabalhadores da mineradora New Age Enterprise estão em um fantástico empreendimento: Tentar chegar ao fundo do lendário poço Money Pit. Uma tarefa difícil, sem dúvidas. Eles, com afinco, vão escavando o poço recheado de armadilhas tão antigas quanto perigosas em busca de um tesouro que, reza a lenda, os Cavaleiros Templários teriam escondido ali quando fugiram para a América para salvarem-se da Santa Inquisição.
- Veja... Veja o que eu encontrei aqui... Acho que encontrei o tesouro dos templários!
- Como assim? Tem certeza?
- Vê você mesmo. Este é o tesouro dos templários,cara, que estamos procurando há anos. Nossa! Isso é emocionante demais. 
- Mas, o que é aquilo que está boiando ali?... E ali?... E ali?
- Parecem corpos. Como poderiam estar aqui? Será que alguém chegou antes de nós a este tesouro?
- Não sei. Vamos removê-los e avisar as autoridades.
- Claro... Vamos lá!

Há muitos anos homens vasculham a ilha de Oak Island, no Canadá, à procura do lendário tesouro dos Templários. Este mistério perdura desde 1795, quando o jovem Daniel McGinnis descobriu, acidentalmente, um poço quando caminhava pela ilha. Em seu ímpeto de adolescente, ávido por descobertas, ele começou a vasculhar o buraco, com a ajuda de seus amigos John Smith e Anthony Vaughan. 
Logo descobriram, embaixo de uma camada de cascalhos, uma cobertura de carvalho, madeira típica da Europa, distante um oceano dali. Cavando mais o lugar, descobriram mais madeiras. Aquilo foi ficando empolgante. Porém, os jovens não puderam prosseguir em sua aventura.
Os anos se seguiram e os desbravadores apelidaram o poço de Money Pit. Aos poucos, com escavações mais profissionais, se descobriu uma camada de carvão, outra de piche e outra de fibra de coco. 
Continuaram escavando até que encontraram uma prova de que algo valioso estava enterrado por lá: uma pedra com inscrições em idioma misterioso. Alguns tentaram traduzi-la, chegando a dizer que a frase contida na pedra dizia: “Quarenta pés abaixo, dois milhões estão enterrados”. 
Daí por diante, muitas armadilhas fizeram com que o trabalho se tornasse cada vez mais difícil. Túneis ao redor do poço inundavam o Money Pit quando se passava por eles, obrigando os exploradores a seguirem por outros caminhos para desvendar o mistério daquele poço.
Muitas tentativas foram feitas, mas as fortes correntes e pouca visibilidade deixaram impossíveis quaisquer atividades.Após estas descobertas, houve um colapso nas paredes do buraco e ele nunca mais foi reaberto até o dia em que os três mineiros encontraram o tão alardeado quanto misterioso tesouro.
Dias depois da divulgação do achado, um batalhão de jornalistas se aglomerava na pequena ilha para cobrir o maior evento dos últimos tempos: Descobriram o tesouro perdido dos Templários. Ao removerem os três corpos da caverna onde os mineiros acharam o tesouro, eles notaram algo intrigante. Um dos corpos não tinha os punhos. Por que estes três estavam ali? Eles morreram enterrando o tesouro, ou tentando descobri-lo?
- Estamos aqui, direto de Oak Island, no Canadá, onde um grupo de mineiros acaba de encontrar o que pode ser considerado o maior tesouro humano de todos os tempos. - A repórter parecia eufórica com a notícia em primeira mão. - Alguns místicos e curiosos presentes dizem que se trata do tesouro perdido dos Templários, uma ordem de cavalaria fundada durante o período das cruzadas, por volta do ano 1000, que tinha o objetivo de proteger o templo de Jerusalém. Junto com o tesouro foram encontrados três corpos que parecem ser de jovens. O Chefe da polícia canadense já está tomando os depoimentos dos mineiros a fim de investigar estas mortes. - O pessoal que dá notícia sempre acaba aumentando um pouquinho, só pra dar mais ênfase.

Como a Ordem dos Cavaleiros do Templo foi eliminada do mundo há alguns séculos por ordem da Igreja e por ação de Filipe, o Belo, todos se voltaram para o Vaticano, na esperança de que o Papa transmitisse aos repórteres um comunicado acerca do achamento do tesouro mais procurado do mundo.
- Temos a notícia que a igreja Católica acaba de se pronunciar a respeito do fato. - Bradava outro repórter à frente da câmera de sua emissora. - Segundo as afirmações do Papa, este é um fato importante para a história da humanidade. O Pontífice diz ainda que é importante se ter certeza da descoberta, para que ela não frustre os que procuram o tesouro há tanto tempo. É importante dizer que a Ordem dos Cavaleiros Templários foi criada pela igreja para proteger o templo de Jerusalém, um local sagrado para os cristãos. 

Os jovens encontrados pareciam em perfeito estado, e suas roupas parecem pertencer a uma época anterior à nossa. Que segredos eles portariam? Por que um jovem estava sem as mãos? Estas eram as respostas que o mundo esperava do Sr. Jean Sarou, o chefe da polícia canadense.
E a chegada de um jovem francês complicou ainda mais a investigação. Patrick Lippour chegou à Oak Island dizendo que precisava falar urgentemente com Jean Sarou. Ele parecia muito nervoso e dizia que sabia o porquê dos corpos no Money Pit. A ver pela expressão apreensiva e assustada do jovem, talvez ele tenha mesmo informações importantes a dar. Mas, qual seria o segredo?

-----
Leonardo Távora