Há muito tempo não tinha tão pouco tempo

Há muito tempo eu não via em mim
A felicidade na cara estampada.
É que o egoísmo de alguém no fim
Fez morrer minh'alma apaixonada.

Há muito tempo abracei alguém
Mas você me tocou mais fundo.
Daqui pra frente eu não sei quem
Ajude esse meu coração vagabundo?

Há muito tempo eu não queria ver
Outra qualquer pessoa enamorada.
Acreditava eu precisar esquecer
Minha alegria já estava cansada. 

Há muito tempo vi o amor rolar
Pelos degraus daquela escada.
Mesmo assim deitei e fui dormir
E ela também não fez mais nada.

Há muito tempo eu não via brilhar
Uma feixe de luz na madrugada.
Esqueci que era preciso aceitar
Quando se chega ao fim da estrada.

Há muito tempo não queria viver
Aí você chegou virando o mundo.
Quando te vi não soube o que dizer
Mas no final eu sei que disse tudo.

Há muito tempo não sei o que fazer.
Mas, depois que você chegou,
Depois que nos meus olhos olhou,
Juro! O tempo parou e tudo mudou.

Há pouco tempo eu quero mostrar.
Não sei como e não sei se devo.
Sei que de novo me fez apaixonar.
E é por isso que hoje te escrevo.

Há pouco tempo eu te conheço. Sei.
E preciso de uma oportunidade.
Pra mostrar que só eu te mostrarei
Onde encontrar de novo a felicidade.

Gustavo Dias