Tudo mudou

E hoje, deveria ser eu! Ser eu procurando um vestido perfeito, não sentindo fome por culpa da ansiedade.
Deveria ser eu não telefonando pra você pra na hora saber o que falar, mal conseguindo dormir, pensando em tudo, ensaiando sorrisos que na hora eu não usaria. 
Eu te esperaria sentada, e com certeza, em alguma praça daí da sua cidade. 
Estaria de pernas cruzadas, olhando para todos os cantos, tremendo, até te ver!
Não saberia se ficaria em pé ou sentada, se iria sorrir, chorar, falar alguma coisa. Mas eu tenho certeza que ficaria em choque esperando você se aproximar! 
Tenho certeza que me apaixonaria mais uma vez, que esqueceria todas as brigas, ciúmes. 
Eu tenho plena certeza que com você bem diante dos meus olhos eu me esqueceria de tudo!
Eu daria o abraço que eu tanto espero dar. Eu respiraria aliviada. Eu ficaria sem palavras por longos minutos.
Eu apalparia suas costas, beijaria seu pescoço, te seguraria para acreditar no que eu estava vendo. Eu acharia que tudo aquilo era sonho.

Hoje, eu que deveria passar por tudo isso, por cada detalhe, deveria te beijar.
O problema é que não sou eu, e que não será também. 
É complicado pensar em como tudo vai seguir daqui pra frente, e decidi que nem quero.
Tropeço a cada instante por cima de mentiras, de histórias que estavam bem debaixo do meu nariz e que eu faria tudo para esquecer.
Eu não sei o que acontece, não sei quais são suas escolhas. Não sei de mais nada.
Só sei que hoje, deveria ser eu.

Andresa Alvez