Fantasmas Cotidianos

Cheguei à conclusão que fantasmas existem. Eles não são almas vagando pela terra e muito menos vivem dentro de nós. Fantasmas são pessoas feitas de carne e osso, exatamente como eu e você. Estão entre nós, no nosso dia a dia. Andam pela rua, passam por nós dando sorrisos e fazendo a gente gostar deles.
O seu fantasma pode ser aquele seu melhor amigo. Aquele que você acha que vai estar ao seu lado a vida toda e nunca te magoar. E então, quando você menos espera, como se essa pessoa se transformasse bem na sua frente, ela faz algo que você nunca poderia esperar. Essa pessoa se torna o seu maior medo. Você tenta se distanciar, tenta esquecê-la, se afastar, porém, é como se ela estivesse presa a você. Seu fantasma pode ser aquela garota com cara de anjo. Aquela que você gostou logo de cara, mas que, depois de alguns dias de convivência deixou sem querer a máscara cair, e acabou por se apoderar de algo que era seu.
E mais uma vez, você tenta se afastar e não consegue.
Seu fantasma pode ser aquelas pessoas que você não conhece. Aquelas que você encontra em uma festa. Aquelas que são seus colegas, mas são muito amigas das pessoas do seu círculo social.
Aquela que você não faz questão de conhecer, que não interfere na sua vida. Mas então, como por uma mágica, essa pessoa parece conseguir atrapalhar sua vida, mesmo você mal sabendo pronunciar o nome dela. Você tenta abstrair. Diz a si mesmo: - É bobagem, vai passar! – Porém, não passa.
E dessa vez, não tem como se distanciar. Você já está distante.
Ouvi dizer que “orgulho” é muito bom para combater fantasmas desse tipo. Mas, acho essa arma pesada demais para uma garota do meu porte. Ainda não se me defender de muitas coisas que acontecem. Ainda não sei me afastar das pessoas que me fazem mal, ainda não sei ignorar.
Mas, me disseram que a Vida ensina isso. A Vida e o Tempo. Espero também que eles tenham um ótimo repelente contra fantasmas.
 
Andresa Alvez