A eterna dona da mais doce letra

Linda menina dos olhos de jaboticaba
Quantos segredos escondes por trás de seu místico olhar?
Profundo... Sereno... Tenro... Amável!
Tão acolhedor quanto voraz
Ao mesmo tempo que encantas, também instigasDe qual fonte inesgotável sai todo esse amor?
Sentimento controverso, intenso, destemperado
Que em ti parece um mar de calmas águas
Menina meiga, frágil, indefesa...
Mulher forte, determinada, aguerrida...
Você é uma só?
Acho que não
Talvez em ti existam mil conhecidas
E outras tantas mais, ainda por descobrir
És carinho...
És abrigo...
És pedaço...
És união de alguns retalhos
E também de outros despedaços
És o ponto de equilíbrio
Entre reticências e galopantes excessos
Sim, tu és tudo isso
E também apenas uma moça
De tantos sonhos e pensamentos de vida
Que tenta vencer um mundo imenso e sem paciência
E que encanta
Os transeuntes que contigo cruzam
E os poetas que teus sentimentos conseguem ler
O acerto...
A poesia!
Pro mundo, violeta
Para mim, meu anjo
Das canções, a eterna dona da mais doce letra

Leonardo Távora