Apenas uma carta de amor

Minha querida,

Quando nossos olhares se cruzaram, algo aconteceu. Pode ser que nenhum de nós tenha percebido, mas eu sei que alguma coisa me tocou assim que meus olhos encontraram o encantamento vindo do seu olhar. Mas o que foi? Não sei, não sabemos. O que sabemos é que a única coisa que pode acontecer é o futuro nos reservar uma grata surpresa. O que este futuro nos reserva? Só o tempo dirá. A verdade é que não me cabe ficar aqui fazendo de vidente, tentando adivinhar o que poderá vir. O importante é que tenho a luz do teu olhar para mim...
O tempo é o grande autor das coisas da vida. É ele que faz e desfaz os amores, rancores, mágoas... É só ele que cria amizades eternas, e também é ele que pode separar duas almas que muito se amam. E, do mesmo modo que separa, pode unir novamente! Lógico, ele não está sozinho. A distância o ajuda tanto a unir como a desunir eternamente seres que muito se gostam. Digamos que tempo e distância conseguiram firmar um pacto sombrio para afastas dos humanos a felicidade. Mas eles não têm a força do amor, que passa calmamente o tempo que precisar, para se manifestar no momento certo, no feliz reencontro.
Eternamente? É. Pode ser uma palavra muito dura. Dá um sentimento de que não há como voltar atrás e recuperar aquilo que você pode pensar ter perdido. Mas nem a eternidade é capaz de separar eu de você. Por que não? Por que quando se quer muito bem outra pessoa, como eu te quero, não é necessário estar perto. O tempo todo ali, se fazendo presente. O amor verdadeiro é aquele que não exige nem a presença do outro. É aquele que traz consigo um grande querer bem, um sentimento de querer ver o outro ser feliz, mesmo que não seja ao eu lado.
Desejo apenas que você possa entender que nas linhas desta carta não residem sentimentos de perda ou de desânimo por não estar perto da Capitu dos olhos de ressaca, oblíqua e dissimulada. Aqui, falo de esperança. Digo da vontade que tenho de um dia, novamente, repousar meu olhar em sua tenra figura. Se hoje vários quilômetros separam nossas vidas, também é certo que nem tudo isso é suficiente para tirar de mim todo o amor que tomou de assalto meu coração no dia em que a vi pela primeira vez.
Desculpe-me se estou lhe fazendo ter que ler tudo isto, quando o certo é que eu lhe dissesse estas coisas de viva voz, mas, sinto que minhas palavras podem tocar seu coração muito mais assim, deste modo, escritas, que faladas, pois palavras ditas apenas verbalmente o vento pode levar consigo, mas o que está escrito fica para sempre, como um registro. Ninguém pode apagar o que está no papel, assim como ninguém tem o poder de apagar todo sentimento que trago comigo dentro do meu peito.
Então, ficamos no até breve, mesmo que este “breve” demore algum tempo ainda. Saiba que sempre que você precisar, em mim terá alguém sempre pronto, tanto para dividir contigo os sorrisos, como quando for preciso lhe amparar. Quero que saiba que você é, há algum tempo já, e espero eu que por toda vida a melhor coisa que posso ter. Espero que você tenha gostado do que escrevi aqui. Saiba que o que separa corações não é à distância, mas a indiferença, que sei bem que não tens por mim.

Daquele que não cansa de te amar!