A metade de um

A metade da hora são os trinta minutos
De um minuto, trinta segundos
De um dia, meio dia
Da tulipa, uma pétala
De uma vida? Mais vida ainda

Você não deseja meio copo cheio
Nem a metade de uma alegria
Sequer, também, meio rosto feio
Porque a vida é feita dessa magia
De quando metades fazem o todo

Metades de maçãs
Ou de laranjas
Num encontro, o completo
Da zoologia, o epíteto
O que nos falta para ser um inteiro?

Nas metades do tempo
Eu escolho o presente
E que seja permanente
E que venha com o vento
Essa alegria que a gente sente

Um ano tem duas metades
São seis meses de cada lado
Um pedaço de nascentes
E o outro de complementos
Ambos recheados de momentos

E se você me perguntar
Quais as metades do amar
Eu, sem dúvidas, vou dizer
Que uma metade está em mim
E a outra eu encontro no meu bem-querer

Leonardo Távora