Virar a Página

"E agora, até das horas de silêncio eu vou sentir falta."

É como tirar um trem dos trilhos: Não dá certo, é estranho, e alguém pode se machucar se isso acontecer.
Para mim, páginas não são viradas e escritas novamente no término de um ano, mas sim, em alguma mudança brusca da nossa vida.
Em poucos dias, irei fazer isso. Abrirei meu grande livro e virarei a página pra ter um novo começo.
E você certamente fará o mesmo.
Um novo capítulo está para começar. Mas, como acontece em todo o livro, as situações mudam, novas coisas acontecem, mas os personagens são os mesmos.
Certas coisas ficam para trás, algumas são adicionadas, outra modificadas. Mas, determinadas coisas permanecem.
Tão estranho te colocar em uma nova história. Mudar meu enredo, trocar algumas palavras. Vou ter que me habituar a tudo isso.
Talvez meus textos até venham a perder um pouco do seu encanto e do seu surrealismo, mas, tudo isso irá valer a pena no final.
Tudo pode dar bons frutos se nós soubermos semear e cuidar da planta, mas, eu ainda prefiro as larvas...
Não é dos espinhos que nos machucam, que saem as rosas que trazem beleza? Então, essa tem que suportar as larvas. E creio eu que, se uma rosa tão delicada pode suportar isso, nós, que passamos por tanta coisa, podemos suportar muito mais.
Está na hora de mudar. De receber o novo de braços abertos. Não podemos agora deixar o medo ir à frente ou a vontade de desistir tomar conta.
O pior já passou. Temos agora que cuidar apenas para não nos perdemos no meio do caminho ou pegar algum "falso atalho".
E como diria o meu pai: "Se fosse fácil, não teria graça."
Vou apontar meus lápis, pegar canetas novas, cuidar com a minha letra. Um capítulo novo vai começar, quero que mesmo com Saudade, ele tenha um final feliz, como esse teve.

Andresa Alvez