Deixa tudo como está

Então, vamos conversar? Deixa eu ficar por cima de ti, encaixar o meu quadril no teu. Abraça a minha cintura e coloca as mãos nela. Tamborila teus dedos daquele jeito que eu gosto. Vou envolver teu rosto e pescoço com meus braços, fica melhor assim, parece que eu te protejo. 
Fica me fazendo sorrir a cada dois segundos, não pára de arranhar a minhas costas, morder o meu braço e claro, faz de tudo para nossos lábios não se desgrudarem. 
Me pergunta o que eu acho disso, daquilo. Me diz se gosta de como eu te beijo, se gosta de me ter nas mãos. O meu celular toca, é comum. Enquanto eu atendo você repara bem em como eu faço de tudo para que não aconteça um desencaixe. A gente deveria ficar assim pra sempre. 
Deixa eu desabafar, falar o que eu penso sobre tudo isso. Deixa eu ser sincera, chorar, segurar a tua mão e falar que eu não sei como tudo isso foi se tornar tão grande. 
Diz que eu mereço alguém melhor. Mas você é o melhor pra mim... Esquece, deixa pra lá, não dá certo. Mas, a gente pode ficar assim pra sempre? 
Deixa eu de vez em quando invadir a tua vida, inundar o teu apartamento com todas as minhas risadas e voltar pra casa com “perfume de cigarro” no cabelo. 
Caso você queira, eu te ensino a brilhar sem esforço... Apesar de eu achar que você já sabe fazer isso, afinal, foi você quem em ensinou. Mas tudo bem, não vamos discutir sobre. 
Não vai acabar, né? Segue a vida sempre me mordendo, dizendo que me Ama e não deixando que eu apague as luzes toda vez que vamos nos beijar. 
Continua me olhando desse jeito que faz cada músculo do meu corpo relaxar. Segura sempre a minha mão. Deixa eu ficar horas em silêncio do teu lado. Faz eu me acostumar com bagunça, desorganização. Almoçar na hora do jantar, dormir quando o dia já está quase clareando. Fazer cachorro quente no microondas quando acabar o gás do fogão. 
Deixa tudo assim, como está. Não muda mais nada. Deixa estar. 
Sabia que o teu sorriso fica ainda mais lindo depois de te beijar? Então, acho melhor não mudar os ângulos, os lugares, os sentimentos, mais nada. Deixa estar.

Andresa Alvez