Revolta

Corria o céu plácido e volúvel 
Sobre minha mente conturbada. 
Periodicamente experimentando 
O descontrole devidamente calmo. 
Cabeça mineira. Prestigiada 
Por Deus. O das linhas tortas.
Comandante das nuvens. 
Amedrontadas. Reflexivas. Elas 
Espelham a imagem de uma massa. 
Entranhas do globo revolvidas 
Ofuscam o brilho que lhes é imanente. 

Seguem os amontoados macios. 
Do firmamento, por hora, perene. 
Contemplo o mundo no espelho que 
Reluzente? Apresenta-se incrédulo. 
Boquiaberto, por meio dos silvos 
Dos ventos, nos comunica a situação 
Periclitante que nunca antes observara. 
Intervenção divina. Única solução 
Faxina em casa? Limpeza do globo? 
Tanto faz. Tanto fez. A ordem é limpar. 
Eco de um reproduzido no outro. 
Vislumbro um novo futuro. 
Preciso de paz.

Gustavo Dias