Mulheres que Amaram: "Paula"

Tempero com pimenta
Brasa e calor
Quanto mais contato melhor
Isso vai da preferência
Da conveniência
Ou da carência

Paula suspira por
Mãos fortes, braços fortes, músculo
Homem másculo, sim senhor!
As luzes apagam, a chama acende
Não basta ser homem o suficiente
Há que ser homem o bastante

Romantismo? É passado!
A onda agora é modernista
Impressionista, impressionante
Tapas e beijos
Carinho e mordida, unhas afiadas
Paula é vilã e mocinha

Intensa. Quem não quiser
Que fuja ou passe a vez
Que chegue ao fim. Que recomece
Quem sabe na próxima funciona
Se cada um tem seu jeito
Por que não amar com hematoma?

Celso Garcia