"Como se fora brincadeira de roda..."

Então os anos se passam
E com eles passa-se a vida... A nossa vida
A cada nova primavera, votos de felicidade sem fim
A cada novo dia, um objetivo que nos atiça
Que nos faz sentirmos a vida pulsando
Que nos faz ter vontade de caminhar
Que nos faz projetar coisas para o futuro

Ah! Um futuro, sim, tão incerto
Ao mesmo tempo que dá medo sabe fascinar
E encher de encantos e vontade de ter mais
De ser mais...
Talvez o passar dos anos seja um fardo para alguns
Tem quem não goste de aniversários
De alegrias
De desejos de sucesso
Talvez essas pessoas tenham medo
Pois enxergam não um crescente
Mas sempre um decréscimo, rumo ao fim
Dos seus dias, tempos que não voltam
Mas o bom é aprender com a vida
Com os ensinamentos que ficam
E muitas vezes perpassam o tempo
Ensinando ainda muitas gerações pela história
Somos eternos aprendizes, mesmo os professores
Nas voltas da vida, cada novo ano é um renascer
É o começar de um novo ciclo
É uma nova chance pra ser feliz
Um momento de recomeçar, redescobrir...
Um momento para continuar
Mas nunca um momento de parar ou regressar
Não... Não devemos andar pra trás
Seguir em frente é o caminho 
No moto-contínuo da nossa brincadeira de roda
Afinal, toda vida tem a duração exata
Para se tornar plenamente realizada
Eterna e única

Leonardo Távora