Coragem!

Sei que as coisas nem sempre são como eu queria.
O caminho não é fácil.
Sempre vi pedras aonde eu ia,
Mas por elas passei de modo hábil.

Nossa vida é mesmo um grande segredo.
Passamos nossas horas para desvendar.
Se é certo que o futuro nos dá medo,
Também é fato que temos coragem para ele enfrentar.

Forte! Sei que eu consigo.
Pois a vida não me intimida.
Quanto mais ela brinca de segredo comigo,
Mais eu mostro a ela que sei descobri-la.

Brinco, sim, de conduzir meus dias.
Nessa confusão talvez eu seja o conduzido.
Se talvez eu tivesse várias vidas,
Ah! Eu certamente erraria em todas do mesmo jeito.