Um agradecimento!

Hoje, neste último post do ano, quero fazer mais que um agradecimento. Quero fazer uma verdadeira reverência. Uma homenagem a você, que lê, participa e faz a razão de existir desse blog. Quero agradecer cada um dos vários acessos que tive até aqui. Sem esses meus leitores, certamente eu não teria a inspiração necessária para continuar criando esses pequenos textos, onde tento colocar o sentimento que tenho comigo, em meu coração, em algumas linhas. O maravilhoso desse processo todo é ver que consigo alcançar esses leitores incríveis que são vocês. O sentimento todo que escrevo é o mesmo que vocês sentem quando vem aqui lê-los.
Este blog começou com o incentivo do meu inestimável amigo Cláudio Rizzih, lá de Santa Catarina. Um jovem ator que tem uma cabeça extremamente criativa, cheio de novas ideias, que me deu a força decisiva para compartilhar esses meus textos com vocês. Não fosse por ele, talvez eu ainda mantivesse meus textos escondidos em uma pasta do meu computador. O fato é que ele é o grande responsável por me tirar do “anonimato”. O maior trabalho foi me fazer enxergar que o meu medo não tinha razão para existir. A ele devo render talvez as maiores homenagens, por diversos motivos, mas principalmente pelo incentivo que hoje sei que foi o mais certo.
Mas, não fosse você, que chegou até aqui, por diversas fontes, para ler este texto de hoje, passando por poesias e prosas que eu mesmo fiquei encantado por escrever, como “A estrela da minha vida”, talvez esse blog não mais estivesse no ar, ou pelo menos sendo atualizado com tanta freqüência, ainda menor do que eu gostaria, mas a possível no conturbado mundo de hoje. Você, leitor, é a maior razão da minha própria vontade de escrever. É, sem sombra de dúvidas, a maior razão de eu ter a coragem de apresentar esta minha arte. Seja apenas lendo, anonimamente, seja comentando.
Foi aqui que conheci grandes pessoas, como o Enrique Coimbra, que tem um blog muito mais pessoal que o meu, mas com elementos tão incríveis que logo me tornei um leitor assíduo. Uma pessoa incrível, que começou a trocar experiências comigo e, hoje, é tão leitor meu quanto eu sou dele. Comentamos os textos, por vezes nos criticando, sempre com intenção de melhorar. Ficam aqui as minhas homenagens a ele também, com quem comecei a conversar por pura curiosidade pelos bons textos que escrevia, e hoje é um dos grandes amigos que posso dizer que tenho.
É complicado citar nomes, pois os outros podem se sentir desprestigiados, mas não o são, pois todos são tão importantes quanto os que hoje eu citei com maior ênfase. Agradeço imensamente o apoio da Fernanda, da Mayara, que tem um blog incrível, da Suellen, do Thiago de los Reyes, outro ótimo escritor, do Thiago Villard, um profissional criativo que tenho a honra de chamar de amigo, do Antônio, e dos muitos anônimos que sei que lêem porque tenho contador de acesso, mas dos quais não sei a opinião, pois optaram por permanecer no anonimato. Todos são peças do meu crescimento, me dando forças para continuar e tentar escrever cada vez melhor, para ao menos manter o nível e proporcionar a cada um de vocês uma boa leitura.
Que todos nós tenhamos um ótimo 2010, com realizações em nossas vidas e a conquista dos nossos sonhos, ou pelo menos um bom encaminhamento das nossas vidas nas direções que desejamos. Tomara que eu possa chegar nessa mesma data para agradecer a vocês mais um ano desta nossa parceira, com meu compromisso de apresentar sempre bons textos para sua leitura.
Muito obrigado a todos, de coração! Que venha o ano novo, e que nesse futuro sejamos cada dia mais felizes, nos encontrando sempre aqui para discutirmos os detalhes desta minha forma de fazer e apresentar a arte: Escrevendo.