Fragmento de "Assim como a luz do teu olhar"

(...) Foi com um sorriso, um gesto de carinho, que você destruiu todas as minhas armas. Absolutamente tudo foi por terra. Não havia mais o mundo malvado e incoerente. Por te amar eu consegui sair do poço escuro em que me encontrava. Por você eu renasci para a vida. E tudo isso não aconteceu no momento em que vi sua beleza, mas quando pude sentir a sinceridade em seu ser. De longe, através dos bytes da modernidade do mundo. Alguém como eu, com sonhos, com ideais, e com uma tremenda vontade de realizá-los.
Tudo isso me deixou um tanto confuso. Era tudo tão mágico, tão incrível. Não parecia real que alguém realmente pudesse gostar de mim, e não apenas brincar comigo. Não apenas me fazer de tolo. Dia após dia, fomos nos aproximando cada vez mais. Você, que era um pedacinho da tela do meu computador, virou a certeza de que a felicidade podia existir para mim. Que o mundo não era tão acinzentado, rancoroso, desacreditado e feio assim. Logo você virou a melhor parte de mim mesmo. Meu coração passou a bater no ritmo do seu. Eu segui minha vida, e minha vida só queria me levar até você. (...)
É só um trechinho. E ainda poderá ser mudado por mim. Mas estou tão feliz em conseguir acabar este conto, que decidi dar-lhes uma prévia do que eu escrevi.