Cheio de paz e bem

Pobre, porém rico de amor. Humilde, pregava a simplicidade, mas era reconhecido e respeitado. Olhava para o carente, cuidava dos desprotegidos, amparava os necessitados.
Um homem assim não é um homem qualquer. Um homem assim viveu para amar, viveu para aprender, viveu para ensinar.
Chico. Chiquinho. Francisco. São Francisco de Assis, protetor dos animais, da natureza, de todas as criaturas. Festejado em outubro, mas lembrado o ano inteiro.
Sempre voltado para Jesus, ele viveu o amor mais puro. Sua oração é linda, boa para ouvir e refletir. Difícil de colocar em prática nos dias de hoje.
Ser um instrumento de paz. Praticar a paz. Viver a paz.
Levar amor onde há ódio. Com toda a dor e desprezo, como amar quem te odeia?
Levar perdão onde há ofensa. Perdoar aquele profundo insulto. Como?
Unir e não separar. Iluminar com a fé a dúvida do irmão. E se ele não aceitar? E se ele não quiser?
Levar verdade onde há erro. Como apontar, sem ferir, o erro do outro?
Dar esperança ao desesperado, alegria ao triste, levar para a luz aquele que vive nas trevas.
Em um mundo de pessoas egoístas, quem tenta viver como Francisco é visto como “oportunista”, “bobo”, “intrometido”, “falso”. 
Com muitos motivos para desistir de Chiquinho, ele traz a segunda parte da oração. Um sopro de esperança para que a gente não desanime.
Não procure ser consolado, compreendido ou amado. Console, ame e compreenda.
Assim, o que você oferece voltará para você. “Pois é dando que se recebe. É perdoando que se é perdoado. E é morrendo que se vive para a vida eterna”.
Desistir é o caminho mais fácil. Em um mundo cheio de tristezas e decepções, vivemos sufocados pelo rancor. Ver a injustiça e lutar contra ela é morte certa.
Difícil viver como Francisco. Mas não é impossível. Nas palavras de São Francisco, buscar a força para superar essa dor. Ele conseguiu enfrentar as diferenças, por que não nós? Por que não eu?
A pedido do Senhor, Francisco restaurou a igreja, que estava em ruínas. 
São Francisco, restaura-me também. Estou em ruínas.

Marina Messias