Críticas de um adolescente: "A Bela e a Fera"


Olá pessoal! Esse final de semana, para variar, eu fui assistir um filme romântico com a minha namorada. Esse gênero não e muito minha "praia". Prefiro ação, suspense, terror, aventura, e alguns outros. Mas eu me esforço para gostar um pouco de tudo, então, não me nego a ver romances.
Pois bem, comprei a pipoca e entrei na sala para assistir ao filme. Muitas coisas me desagradaram e algumas outras me agradaram. Mostrarei aqui o que achei bom, e o que achei ruim. E, assim, quem sabe, torno mais fácil para você leitor a decisão de assistir ou não. 
Começarei com o que me agradou no filme. Em primeiro lugar eu adorei o fato de o filme ser uma releitura do tipo "fofinha". O filme em si fica na historia original, bem parecida com a da Disney, com, logicamente algumas mudanças no roteiro. Mas nem tanto. Muitas pessoas podem não gostar disso, mas eu gosto. Adoro ver releituras de filmes com bons roteiros e os efeitos especiais de hoje em dia. E simplesmente mágico!!! 
Por eu estar assistindo com minha namorada, o fato de eles focarem no romantismo no texto todo do filme foi algo muito bom, já que nos levou a ótimos momentos!(#FikaDika). Outra coisa que também me agradou foi o fato de focarem bastante no "pós-vida" da Bela e da Fera, algo bem incomum nestes filmes, mas que, para mim, pelo menos, foi algo ótimo e inovador. 
Bem, a palavra crítica não e quando você relaciona algo ruim a alguma coisa, e sim quando expressa uma opinião sobre esta. Mas, infelizmente, a opinião pode ser boa ou ruim, e a partir de agora, infelizmente, contarei minhas frustrações com relação ao filme. 
Como estudante de Marketing, algo me deixou extremamente revoltado no filme: sua dublagem. "Uai, Victor! como assim, a dublagem não foi bem feita? Ela incluía atores famosos e tudo mais, não?" Pois bem, isso foi terrível. Não é por um ator ser bom que ele irá dublar bem! Essa aposta de marketing pode ter atraído espectadores ao cinema, realmente, portanto cumprindo sua função, mas deixou o filme com qualidade inferior, o que e inaceitável para o marketing. É por isso que temos dubladores. É por isso que temos uma profissão para isso! Toda vez que eu ouvia a voz da bela eu me irritava pois ela era dessincronizada e falhava diversas vezes. E para não se dizer que é "chatice" da minha parte, minha namorada, que é estudante de Multimídia, se irritou mais ainda. 
Outra coisa que me deixou de queixo caído foi a continuidade do filme. Para alguém leigo nesta área chegar a notar erros é porque a coisa realmente não foi bem. Posso continuar com erros feitos durante toda a gravação do filme e que me deixaram com uma pitada de falta de humor no cinema, mas acho que já foi o suficiente para notar. Certo? 
Mas isso não tira a grande atuação dos roteiristas do filme, pois realmente o texto era bem cativante, chamando mesmo a mim, um leigo em romance e chateado com os defeitos do filme, a prestar atenção. 
Bem, no final, acho que posso resumir "A Bela e a Fera" (2014, em exibição nos cinemas ainda) da seguinte forma: Um ótimo romance, com texto cativante, mas erros bobos que deixam a experiência de um texto maravilhoso um pouco menos atrativa, com efeitos de nível médio, em que o espectador merece mais. É o mínimo para uma obra clássica readaptada nos dias atuais. Nossa!!! Lendo esta penúltima frase eu me sinto até um intelectual! Mas é isso pessoal. Espero ter deixado aqui o que senti naquela sala de cinema. 
Obrigado. 

Victor Nunes