Às Vitórias

Não sabemos como será
Correr, suar, sofrer, vencer
Nunca ninguém saberá
Mas se vencemos, felicidade
Alegria, risos, piadas, festa
Tudo é festa de novo

De novo vamos nós no ciclo
Nesse efêmero das nossas vitórias
Adrenalina correndo pelas veias
Novo desafio, vamos de novo vencer


E naquele novo dia
Em que tudo parecer derrota
Terra livre para sentir e viver
Os sábios nos ensinam
E todos podemos aprender
Pra crescer e os sonhos perseguir

Não queira saber como ou o porquê
A vida não espera pelas respostas
É vivendo, dia-a-dia, que se vence
E vencendo,
Nas alegrias efêmeras,
Nos fazemos felizes
No final disso
Todos sairemos
Como nela entramos

Um novo dia
Uma nova alegria
Gente feliz e sorrindo
Viva às vitórias do dia!
Assim como no planeta
Também precisamos dos invernos
Para poder valorizar as primaveras
Os renascimentos... As vitórias

Sejamos todos bem-vindos
A um novo dia para vencer

Leonardo Távora