Reflexão Primaveril

Gosto do tempo de sentar e escrever
E falar de dias alegres como a luz do sol
Em que abrimos as janelas só para ver
O dia lá fora intenso e alegre

E eu que tenho algo a contar
De dias claros já vividos lá atrás
Sorrisos, brilhos, piadas ao ar
Nesse sentimento fugaz

Dizer dos brancos dias torrenciais
Da primavera, as flores, e céu de anil
Lembrar de tempos, os bons e os maus
Também daquilo que ninguém notou

A vida segue a caminhar
E nesse mundo tudo passa
Mas se a gente segue a vida com amor
Vamos nessa toada bem moldando nosso ser

O dia em que encontrar
Aquela força que move você
E que o compasso da canção
Anda no ritmo que se escolher
Para moldar, reprogramar
É só saber o quanto isso importa

Da vida eu sei que levo o sabor
De sempre aprender
Que nem tudo vou saber

Leonardo Távora