Porque somos seres humanos

O mundo é grande demais. 
Tem tanto espaço que muitos nem sabem. 
Um sistema perfeito, com seus ciclos e tempos. 
Tudo tem sua hora certa de acontecer. 
Não adianta tentar apressar, nem tampouco retardar nada. 
Quando é pra ser, as forças da natureza são sempre maiores que as nossas. 
Naturalmente somos levados para lugares que nem nos lembramos de desejar.
E como tudo na vida, isso também passa. 
Pois assim como as coisas nos surgem, assim também elas se vão. 
É ilusório achar que a felicidade é plena ou que a tristeza não tem fim. 
Tudo é transitório. 
E até mesmo por ser assim é tão interessante. 
Talvez esses sentimentos fugazes sejam o tempero de nossas vidas. 
Talvez sejam os responsáveis por nos sentirmos vivos. 
Por não querermos parar. 
Por não nos acomodarmos de modo algum. 
Ainda que sejamos tão pequenos diante desse mundo todo. 
Ainda que a força da natureza nos domine. 
Somos pessoas, seres humanos. 
Somos de carne e ossos, mas somos também feitos de sonhos. 
Sonhamos que podemos ser grandes. 
Que podemos abraçar o mundo, tão maior que nós. 
E o legal é ver que, com empenho, somos capazes... 
Não de colocar esse mundo inteiro sob nosso abraço ou aos nossos pés. 
Não de subjugar a natureza ao ponto dela parecer ser um anexo de nossa vontade. 
Mas somos capazes de sermos maiores que simples humanos. 
Que não são como animais que amanhecem e dormem apenas para sobreviver. 
Mas têm o péssimo hábito de se acomodar e viver pequenos. 
Quando temos vontade, somos capazes de mover montanhas. 
E descobrir as riquezas que existem debaixo delas. 
Sim, somos humanos... 
Desbravadores de mares. 
Descobridores de novidades. 
Construtores de sonhos. 
O mundo até que é bem grande sim, e isso não há como duvidar. 
Que bom que somos capazes de conhecer cada pedacinho dele.

Leonardo Távora