Só o que me interessa...

Enfim, mais um aniversário eu fazia. Mais um ano na contagem da minha vida. Motivos para comemorar? Sim, muitos. Acho que todos sempre temos motivos para comemorar essa data, ainda que, colocando na balança, o ano não tenha sido lá muito bom. No ultimo ano eu pude fazer amizades que levarei por toda minha vida. Pessoas com quem certamente posso contar, pois, ainda que não muitos, possuem o que eu mais prezo nas pessoas: Verdade. Ninguém é obrigado a gostar de nós. Mas é preciso que não finjam que gostam, pois é pior que ser inimigo. Se há a aproximação, é óbvio que temos qualidades que fazem com que essas pessoas cheguem até nós e queiram nossa presença em seus dias.
Se eu cheguei até aqui, é porque sobrevivi a todos os eventos que se sucederam em minha vida. E isso é uma vitória. Cada ciclo que se encerra em nossas vidas devem ser comemoradas como uma grande vitória, pois devemos lembrar que basta estarmos vivos para morrer. Todos os dias acordamos sem saber se dormiremos vivos e em paz. A vida de ninguém é só um mar de rosas, e a minha nunca foi diferente. Passei por momentos difíceis. Amizades falsas eu também conheci. Mas estou aqui, para olhar para esse meu passado, minha história, e rir dos momentos pastelões, e mirar as dificuldades para dizer-lhes na cara um sonoro “venci!”. Não que elas me atormentem, mas para limpar minha alma para o futuro que me aguarda.
Todo aniversário é um momento de balanço pessoal. É o momento certo para olharmos tudo o que vencemos, dia após dia, e guardar as lembranças bacanas em um baú bonito, não para esquecê-las, mas para as ter à mão toda vez que queiramos abrir a tampa desse baú, se felicidades, de alegrias, sem lágrimas, a não ser as da emoção e da alegria que temos sempre que as coisas são certo. Eu procuro guardar somente o que me faz bem. É tudo o que me interessa. O resto serve apenas para que aprendamos a viver. Afinal, todo dia aprendemos uma nova lição, ainda que estejamos velhinhos e achemos que ja devamos saber tudo, a vida mostra que ainda se precisa aprender. A propria vida nada mais é que um amontoado de aprendizados. Aprendida a lição, são momentos que não servem nem como lembrança, pois bem não nos fariam mesmo. Por isso descarto.
Nesse baú, este ano, eu guardei, além do prazer das novas amizades, também a estrela da minha vida. Um ser extremamente importante eu mudou meu jeito de viver. Trouxe luz ao que era caos dentro de minha mente. Foi um sopro de cor no que antes era cinza. Ela uniu coisas, aparou arestas, tudo isso apenas com a luz do seu olhar. Um retrato de alguém que se importa conosco gratuitamente, com a única ideia fixa de arrancar de nós um sorriso por dia, ao menos. É uma lembrança que perpassa o tempo, e se faz presente inclusive em sua ausência.
É como diz a música do Lenine, com muita propriedade. “... Quando eu olhar pro lado, eu quero estar cercado só de quem me interessa...” É bem o que desejo. É o que procuro fazer comigo mesmo. É idiotice pensar que devamos conviver com o que nos faz mal. Precisamos disso, para aboserver o que nos será util por toda vida, mas não devemos trazê-las para nossa existência, estabelecendo com as más lembranças uma falsa coexistência pacífica. Em minhas memórias eu quero apenas o que me faz bem, pois, o que eu precisei aprender com os momentos pouco belos, eu assimilei. Não preciso mais ficar resgatando uma memória que não me fará bem. Isso serve pra você também.
Pense! Reflita bem sobre esse modo de vida. Por vezes brigamos com pessoas que só fizeram nos abrir os olhos. Isso gera mágoas que lhe impedirão de ser feliz enquanto viverem dentro de você. Jogue fora. O que é pra ser vai ser. Não vale a pena perder seus dias remoendo lembranças que não farão de você alguém melhor. Bobagem. Viva com as estrelas da sua vida. Deixe que elas iluminem suas lembranças, ainda que elas iluminem seus dias. No dia em que encerro um ciclo pra dar inicio a outro, quero que você possa viver apenas com o que te faz bem. Eu desejo a sua felicidade.
É assim que sou feliz, e me preparo para mais um ano, de onde certamente guardarei lembranças maravilhosas. É o que me interessa. É o que desejo também a você!