O futuro é apenas tudo o que não sabemos!

A vida é mesmo um amontoado de novidades que nos surpreende a cada momento. Por mais que você pense no que deve fazer nas próximas horas ou nos próximos dias, sempre existe o tal do fator surpresa. Sim, pois é impossível prever como será o amanhã. E quem disser ser possível, certamente falta com a verdade. É inverossímil acreditarmos que podemos controlar as nossas vidas. Se nós temos a certeza de que se nascerá um novo dia, pouco se sabe sobre ele, ou sobre o que será de nós a partir dele.
O que se pode dizer disso tudo? Apenas que é intrigante viver com essa incerteza. É legal notar o quanto somos frágeis diante do futuro. Não há nada que nos coloque mais medo que o medo do “daqui a pouco”. Sabemos que ações nós queremos tomar, mas não sabemos como essas ações deverão se processar. Tudo depende do momento. Nesse jogo, quem dá as cartas é o destino, e nós aprendemos rapidamente que a única coisa que podemos fazer é aprender a jogar com estas cartas, e fazer de nossas vidas o melhor possível.
O amor, por exemplo. Quer coisa mais imprevisível e confusa que amar? Ninguém nunca está preparado para se afeiçoar a alguém. Existem várias relações humanas que denotam afeto, mas nenhuma é mais arrebatadora, e até mesmo fullgás. Vem de repente. E toma conta das nossas vidas de modo tão incrível, que quando assustamos, já é tarde. Estamos apaixonados. Daí em diante é tudo muito bom, muito legal. Queremos passar horas a fio com aquela pessoa que nos cativou de modo tão surpreendente.
Assim como é terrível o fim do amor. Muitos tentam de tudo para restabelecê-lo. Mas é em vão. Quando se quebra a corrente mágica que une dois corações, é complicado continuar mantendo uma relação. Muito conseguem manter as aparências, e levam anos afundados em um casamento falido, regado a intrigas e traições de toda sorte. Tudo porque nenhuma das partes admite que acabou. Todos têm sempre a esperança de que no futuro, poderão voltar a viver como no passado. Jogam com a sorte, com a incógnita de um novo dia que se aproxima, imobilizando-se, cessando seus dias de hoje na esperança de encontrar a felicidades prometidas pelo amanhã.
É certo que a esperança move o mundo. É muito bom, e importante até, termos esperança de que o amanhã será melhor do que o que vivemos hoje. O ilógico é parar de viver o hoje, esperando que nesse futuro tenhamos a vida que sonhamos enquanto deveríamos viver. Claro que ninguém deve fazer loucuras, tendo o futuro como uma incógnita. Nossas vidas mudam como muda o vento, mas nem sempre essa mudança representa um giro de 180º nas nossas aspirações, sentimentos, e até mesmo desejos.
Viver é uma grande e prazerosa aventura. Ainda que complicado de definir, o futuro se apresenta sempre mais bonito que o presente. E é bom que seja assim. Sem nos esquecermos de quem somos, nem de onde esperamos chegar, o bom mesmo é encarar esse futuro de peito aberto, sem medo nenhum de ser feliz. Afinal, quem sabe o amor já está ali, na curva, só nos esperando passar por lá?
Viva, e procure fazer com que esta vida possa lhe trazer boas lembranças, para olhar para o passado e dizer: “Putz! Valeu a pena hein...”