Aos heróis da história

Eu quero a sorte de um ano bom
Em dias com muitos tons
Aprender com essa vida
E o que os anos trazem pra mim
Este herói sem armas, curioso sim
Cabeça na lua, há um planeta pra mim


Nos dias somos sempre vencedores
Temos força até quando os dias nos corroem
É vida nossa e de mais ninguém
Um por todos, e por quem mais vier

Somos o herói que fazemos, história
Podemos até usar chapéu de cowboy
Se o meu cavalo falasse
Tinha muito para dizer
Dos fantasmas dentro das minhas memórias
Dos tesouros que guardamos em caixinhas


E quando chegar o final
Temos erros e acertos pra contar
Nossos sonhos que deram o que falar
E que são sempre, quase sempre imortais

Leonardo Távora