Todo carnaval tem seu fim

De repente
Da alegria
Se fez pranto
Do folião
Se fez proletário
Da bebida,
Ressaca
Do arlequim,
Palhaço

De repente
Do feriado
Se fez dia útil
Do príncipe
Se fez plebeu
Do Rei Momo,
Obeso
Do sonho,
Realidade

De repente,
Do amor fortuito
Se fez olvido
Da terça-feira gorda
Se fez quarta-feira de cinzas
Passárgada se fez Brasil
Ficou tudo pro ano que vem
De repente
Não mais que de repente

Celso Garcia