Carioquês

Não sei se é idioma ou dialeto
Mas, sei que não faz acepção
De gênero, número, grau
Ou qualquer tipo de variação

Não há diferença alguma
Entre saco, sacola,
Mochila e afins
É tudo bolsa, não amola

Garoa, chuvisco, chuva, toró
No carioquês não há tal gradação
Se é água e cai do céu
Ora, é chuva, me'rmão

No Rio só tem mosquito
Asserção mais acertada
Mosca, pernilongo, muriçoca?
Não há, é o fim da picada

Bolacha é biscoito
Rosquinha é biscoito
Biscoito é biscoito
Tudo é biscoito

E pra quê palavras diferentes
Pra desconhecido, colega ou amigo?
No carioquês é tudo parceiro
Mexeu com tu, mexeu comigo

Se é nordestino, é paraíba
Se é estressado, é paulista
No sul só tem gaúcho
Queimou sob o sol, é turista

Aprenda apenas três palavras
Para vir ao Rio de Janeiro
Comunique-se com qualquer um
Falando bolado, caraca e maneiro

A língua mais concisa
Já julgaram ser o mineirês
Que nada, sangue bom, te garanto
Nada mais prático que o carioquês

Celso Garcia