Profecia de vida

Terás sorrisos cativantes como nos dias da primavera
Histórias bem bonitas pra por num livro belo
Viagens em ótimos aviões para ficar na memória
Vendo sempre um amanhecer pelas janelas

Terás sempre um telefonema dizendo de saudades
Alegrias tantas quanto são as ondas do mar
E roupas claras para andar na areia no verão
Fotografias batidas que dispensam palavras...

Terás também algumas lágrimas a enxugar
Mesmo que nem todas tenham um semblante tristonho
Gotas cristalinas como a neve das altas montanhas
Tu terás lágrimas doces para derramar

Terás alguns amores com algumas dores
São caminhos que a vida impõe ao teu imenso coração
Terás uma cadeira de balanço quando os anos passarem
Passarás horas contemplando os anos que se passaram
Tu terás amigos para lembrar cada momento que viveste

Eu sei que tu terás
Teu tempo para ir mais longe
Para caminhar por trilhas esquecidas
E ficar sonhando...

Tu sabes que terás
Uma esperança irrecôndita
De um novo amor melhor que o último
E de amar o amor terás...

Terás ideias novas sempre que for escrever
E mil heróis novos para as aventuras que imaginou
Sem medo das experiências novas para viver
Natais e novos anos para resoluções fazer

Terás um ótimo trabalho para a mente agradar
Manhãs de inverno e um sapato esquecido no orvalho
Caminho a seguir por algumas ruas de pedra
Tu sentiras o vento frio bater em teu rosto como uma brisa

Terás um amigo fiel que só sabe latir
Para dedicar todo carinho que conhece
E levar para um passeio na praça a florir

Tu terás discursos prontos sempre às mãos
E mesmo que deles tenha medo enfrentará
Para dizer à vida que te amedronta
Que és alguém mais forte

E quando chegar o fim da jornada
E o caminhar for esquecido pela tua memória
Terás quem te ampare
E toda aquela esperança não será em vão
E tu verás que tudo isso vale a pena!

Leonardo Távora