Doses de Alegria

Você já dançou sem motivo nenhum? Dançou em passos estranhos só para celebrar uma pequena conquista, como aquela deliciosa mudança de fase no Candy Crush? Ou por causa daquela receita que deu certo e o prato ficou maravilhoso? Ou pela estreia do filme que você tanto queria ver?
Ser feliz é simples. Está nas pequenas coisas. E vale a pena comemorar cada uma dessas coisinhas.
Ao invés de gritar com o cachorro que sujou sua roupa pulando desesperadamente em você, pule junto com ele e celebre a alegria do reencontro.
Sua irmã te ligou à meia noite e te acordou? Converse com ela e aproveite para matar a saudade.
E esse frio congelando os ossos? Calma, daqui a pouco vem o sol. Enquanto isso, contemple a elegância das pessoas e exercite a generosidade! Campanhas do agasalho precisam de doações.
Problemas todo mundo tem. Como passar por eles é que vai definir o resultado.
Aprendi a ver a “Big Picture”. E muita gente precisa aprender também.
Nessa big picturização das coisas (Obrigada, Jout Jout!), você percebe que seus problemas não são tão grandes como você imaginava.
Quando uma pessoa não te cumprimenta ao entrar na sala, ou quando você não é convidado para aquela festinha da firma, a única pessoa que sofre, remoendo essas situações é você. E, para falar a verdade, isso não acrescenta nada na sua vida.
Valorizar o que acrescenta, isso sim, faz a diferença.
Rir do lado ruim e aproveitar a parte boa não é ignorar os obstáculos.
É levar a vida mais leve. E Essa leveza faz um bem ‘danado’!
Então, é recomendadíssimo dançar sem motivo, rir até a barriga doer, comer aquele docinho depois do almoço e ainda brincar com a cachorrada, sem ter medo da sujeira.
O tempo passa rápido, a vida acaba num instante. 
Ser feliz é simples. Fazer alguém feliz é mais ainda.

Marina Messias