Sonhar...

Ei, você aí! 
É... Você, sim, que está lendo isso aqui. 
Você tem um sonho? Você tem uma vontade incrível de ser feliz, realizado, produzindo algo que tome sua atenção e seu entusiasmo de tal modo que você nem nota o passar das horas? De ser alguém que acaba colocando seu dom a serviço da sociedade, sem nem perceber isso? Você sonha aquele mesmo sonho de anos atrás, quando era muito criança ainda, e ninguém apostava que isso chegaria à sua vida adulta com tanta força ao ponto de fazê-lo procurar o meio certo para realizar? Para se realizar?!
Então me acompanhe nas próximas linhas. Estas palavras aqui são para você. Eu também tenho um sonho. E acho que quem diz não ter sonhos apenas tenta matar seus sentimentos em troca de algum sucesso profissional que nunca quis de verdade, e apenas se deixou seguir pelos caminhos da vida, através das suas escolhas e ações, que o levaram até uma vida de máscaras. Quem tem um sonho tem um ponto muito objetivo, onde quer estar em alguns anos, ou ao final de muitos deles. Para quem sonha, a vida é sempre mais colorida, e tem sempre um sabor muito bom.
Eu sonho sim... Aliás, tenho alguns sonhos. E desafio quem diga que não os tem. São coisas que me realizam nos mais diversos campos da vida. São objetivos que levam para frente, rumo ao horizonte belo de um belo horizonte, aos trópicos maravilhosos, ou mesmo aos pés de uma montanha encantada. Sonhos Fazem-nos ir rumo ao futuro que a gente sempre quis. Isso nos faz feliz, acreditando cada vez mais em nós mesmos e em nossa capacidade de ser o autor da própria vida. Gente assim não se deixa levar por aproveitadores, vendedores de sonhos de um mundo melhor, que costumam de pedir licença àquele que sofre para ditar sua vida, e acabam realizando os próprios desejos à custa dos sofrimentos daqueles a quem prometeram amparar.
Contar os sonhos que tenho? Não posso. Você não pode falar dos seus também. Eles precisam ser sentidos, vivenciados. Não falados! Ninguém precisa alardear seus sonhos aos quatro ventos para ser realmente feliz. Assim como ninguém é obrigado a ouvir os livros de lamúrias que uma pessoa infeliz insiste em recitar por horas e horas a fio quando sua vida não segue os rumos que sonhou na tenra infância. É como diz uma música do grupo português ‘Madredeus’: 

“Quem contar um sonho que sonhou 
Não conta tudo o que encontrou 
Contar um sonho é proibido”

Quem tem um sonho, e trabalha pela realização dele, simplesmente é feliz, ainda que não tenha conquistado todos os seus desejos. Não precisa contar isso pra ninguém, porque a felicidade não é anunciada. E é muito bom quando uma pessoa feliz se aproxima de nós, porque, por mais que se tenhamos motivos para chorar, começa a nascer dentro de nós naquele instante uma vontade incrível de rir das palhaçadas que, ainda que sem querer, essa pessoa faz só pra arrancar um sorriso despretensioso. 
Quem sonha é assim, pois tem alegria, confiança e força para atravessar as barreiras que existem nessa caminhada. 
Você tem um sonho? 
Não, não precisa contar... 
Apenas é bom saber que você faz parte desse time de sonhadores.

Leonardo Távora