Repercussão

O céu cinza, amarelo, azul e pouco a pouco ficando escuro.
Eu me sentia normal, igual. Mulher. Sentia o silêncio, os carros na rua, o vento.
Eu apertada em teus dedos, repercursão em tuas mãos.
Eu que era roxa, rosa e branca, agora era vermelha.
Coberta de vapor, quente. Por culpa da água, por culpa dos teus olhos.Eu que tinha tanto medo e tanta vergonha. Eu que carregava toda a insegurança e receio do mundo, me desfiz de todos estes. Me lavasse, me limpasse deles.
Gosto da tua expressão ao fazer sair música de mim. Gosto do teu olhar através da água, através dos teus cabelos molhados.
Força, vontade, mãos, mil pedidos de desculpa.
Ninguém acredita, ninguém entende, ninguém vê, nem sabe. Mas todos dormem seu justo sono, enquanto nós preferimos a luz branca.
Mas não é necessário isso... Tu (quem) me faz feliz.
Parodear, cantar, sonhar suspirar, contorcer, sofrer, Amar. É você quem faz. 
 
Andresa Alvez