Criativa Mente

Criatividade é algo interessante de notarmos.
Em um dia, um escritor pode produzir páginas diversas.
No outro, ah, melhor não perguntar.
Escrever depende de uma boa dose de imaginação.
E também de outra de treino, prática, exercício.
Escrever é um ato solitário.

Nenhum escritor gosta de gente por perto quando cria.
Afinal, de palpiteiros o mundo está cheio.
Não é bom tê-los quando se faz arte.
Quando se faz essa arte.
Mas escrever não é só solidão.
É quando está produzindo que o autor se encontra.
Encontra-se com suas personagens.
Vê-se diante de si mesmo retratado em sua obra.
Afinal, escrever também é uma forma de dizer de si.
Mesmo que não em tudo, nem em todas personagens.
Mas, tudo isso é ótimo quando temos a companhia da criatividade.
Da criatividade e da imaginação.
Quando elas nos faltam é um peso.
O mundo perde algo de sentido para um escritor.
Se não nos é possível criar, não nos é possível viver.
A missão de encantar os olhos que nos lêem perde sentido.
É algo perto do sentir-se incapaz.
É sentir que não se está contribuindo com a sociedade.
Pois literatura é um importante e sério papel em nossas vidas.
Todos nós precisamos ter algumas ilusões literárias.
Elas nos refrescam a mente e renovam a alma.
É como a música, mas com um som feito particularmente.
É na criatividade de alguns que nos encantamos.
A falta dela, então, nos deveria assombrar.

Leonardo Távora