Panorama atual de um coração avacalhado

Minhas felicidades horríveis
Embaladas por meias verdades,
Não fazem pessoas felizes.
E hoje, movido por meras vaidades,
Fúteis e incultas, tolas e tristes,
Rogo a tua inocente cumplicidade.

Abandono a inconstância fria
Porque sei que és moça direita.
Abandono a beleza da poesia,
Pois sei que a beleza em si não aceita
Ser exclusiva do poema sem um dia
Em você encontrar sua forma mais perfeita.

Gustavo Dias